Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

GERADOR DE ÁUDIO VALVULADO COM 6BQ7

Continuando com minhas experiências com osciladores de áudio, chegou a vez de montar um gerador de áudio valvulado. Achei um esquema na internet usando a 12AT7 e por ponte de Wien. Resolvi adaptar o esquema para usar a 6BQ7 que tem um ganho (mu) um pouco menor, mas como não necessitamos de ter um ganho alto e o oscilador fica limitado a ter um ganho de 3, ela deveria servir. Ela é um duplo triodo muito usada nos amplificadores da Meteoro, com base noval e filamentos de 6,3V. Além disso vou usar uma tensão de alimentação menor do que a do esquema original.

O esquema original é esse:
Nesse projeto a frequência é ajustável e variável de acordo com a posição do potenciômetro duplo de 1 Mohm. Como eu não tinha um desses, resolvi fazer o oscilador com valor fixo. A fórmula da frequência é:
Freq = 1 / (2 x pi x R x C)  desde que as duas resistências e os dois capacitores da malha de realimentação positiva sejam iguais.Essa malha (ou loop) de realimentação vai ter um ganho de 1/3 (atenuação por 3) na frequência escolhida.

Minha adaptação, usando as peças que eu tinha:
Esquema do meu circuito

Já na malha de realimentação negativa (a que define o ganho para compensar a atenuação) temos que ter um ganho de 3 para compensar a atenuação de 1/3 na malha positiva de forma a ter um ganho geral de 1. Mas para o oscilador começar a funcionar, inicialmente precisamos ter um ganho geral maior do que 1, e portanto um ganho maior do que 3 na malha de realimentação negativa. Usando a velha dica da lâmpada incandescente que inicialmente tem uma baixa resistência quando desenergizada e que aumenta a medida que ela esquenta, achei uma lâmpada de 130 V e uns 3 W de potência. Ela inicialmente tem o filamento frio com 369 ohms, então a resistência do potenciômetro de ajuste tem que ter mais do que duas vezes esse valor (na verdade bem mais pois a resistência da lâmpada vai aumentar bastante). No esquema original usaram um de 5k, o que adotei como valor a ser usado.

A lâmpada


A montagem foi feita numa plaquinha de fibra de vidro com ilhóses e terminais que eu faço em casa e permite uma rápida soldagem e muitas e muitas modificações (virtualmente indestrutível). Tudo fixado a um chassis de chapa de alumínio, com furos e locais pra fixação de soquetes, bornes, barras sindal, e conectores. O transformador de força também foi feito por mim pra uma versão de um pequeno amplificador valvulado.


Para minha surpresa, o circuito funcionou logo de primeira (ajustando o potenciômetro de 5k) e obtive essa linda senoide de 480 Hz (conforme calculado) de 1 Vrms e uma pequena distorção. Fazendo a medição do valor do potenciômetro, ele ficou em 1220 ohms, de forma que a lâmpada deve ficar com um valor de metade disso (610 ohms energizada).


O valor calculado da frequência segue abaixo:
Freq = 1 / (2 x 3,14159265 x 10000 x 33 x 10^-9) = 482 Hz
O osciloscópio estava com varredura vertical em 1 V por quadrícula e 1 ms por quadrícula horizontal.

Nenhum comentário: